Vênus Negra

Venus Negra é bem executado. Tem duração de bem mais que duas horas, cenas longas, repetitivas, e não chega a ser cansativo. O que nos vence é a violência psicológica que sofre Saartjiie, explorada em apresentações como personagem de freakyshow e que, após morta, teve sua anatomia exposta em museu.

O filme apresenta a história sem deixar-se mergulhar na exploração da personagem, embora não consiga fugir totalmente dela. Closes da atriz chorando demoram a aparecer mas, quando começam, não param. Muito mais chocante – e igualmente bem construídos – são os coadjuvantes, que o roteiro compõe sutilmente. O roteiro também constrói a situação de Saartjie com normalidade. A atrocidade incomoda pela realidade apresentada e da aceitação daquela circunstância pelos espectadores do show, aumentando o horror de toda a história. É enervante a cena do tribunal, em que, teoricamente sem contar nenhuma mentira, o senhorio da personagem principal é absolvido. Em outro momento, depois que Saartjie conta sua história triste à um jornalista, este último pede que possa dizer que ela era uma princesa no seu país de origem “para melhorar a história”.

Grande problema no filme é o descompasso que tem nos seus minutos finais. Depois da calma com que apresenta as atrocidades que a Venus Hotentote sofreu, parece correr um pouco para contar seus últimos dias de vida, diminuindo muito a tensão dos acontecimentos. Não foge também da óbvia fotografia disforme para tornar os atores brancos em monstros, através de perspectivas e sombra.

Filmes citados:
2010 Vênus Negra (Venus Noire) ***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s