patrik 1,5

Patrik 1,5 (2009), de Ella Lamhagen. Fosse americano, “Patrick 1,5” seria dirigido um filme de Jason Reitman: este  sueco traz os simplismos do roteiro e dá a mesma pouca importância à fluência do filme, enquanto parece acreditar ser mesmo bastante sensível em cada um de seus diálogos e adotar simbolismo para apresentar cada personagem ao invés de desenvolvê-los. A ex-esposa de Sven talvez fosse interpretada por Patricia Clarkson, atriz de luxo para filmes independentes: o que também ocorre aqui é um bom elenco dando alguma sensibilidade às ocorrências inorgânica e óbvias.

Filmes citados:

Patrik 1,5 (Idem) *

Anúncios

Uma resposta para “patrik 1,5

  1. Pingback: os filmes da 33ª mostra de cinema de são paulo « no escuro e vendo·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s