as melhores coisas do mundo

O que você diria se alguém te convidasse para a sessão de um filme com Paula Vilhena, Caio Blat e Fiuk juntos? Pois é. Eu descartei a idéia da minha namorada à umas três ou quatro semanas atrás, antes da estréia do filme. Mais tarde descobri que o filme era da Layz Bodansky, diretora com alguma carga, mas da qual só ví o médiozinho “Bicho de Sete Cabeças”. Mas ouvi alguns comentários entusiasmados, algumas comparações com John Hughes, e opa, lá fui eu.

A sessão realmente valeu a pena. A adolescência é um tema que merecia ser abordado no cinema nacional e aqui foi. De uma forma que parece apenas um pontapé inicial, mas foi.

O roteiro dá dimensão a vários tópicos caríssimos a idade, e da melhor forma, abordando pelo cotidiano (aí, temos algo próximo ao que Hughes fazia). Mas para por aí. Apesar dos personagens carismáticos e divertidos, que ganham muito com o ótimo elenco, Bodansky não consegue mandar o filme para fora da sala na cabeça do espectador. Duvido que perpetue-se mais que seu tempo na sessão 24hs da videolocadora.

Com exceção de uma cena, já mais ou menos conhecida por quem leu sobre o filme: a cena dos ovos. Melhor que a ação da cena, a integração mais bem acabada entre dois personagens em todo o filme, é ver o garoto lavando a farra depois. A cena mais bonita do ano até aqui.

Também gosto da cena com a reunião de pais. Acho certeira na amostragem inversa da visão que o filme adota. Talvez também o porquê de o tema ser tão pouco abordado por aqui.

Não gosto da cena em que Mano cruza a escola com seus colegas cochichando sobre ele, bem como o tempo que ele passa sentado no banco. Ambas as cenas compostas por movimentos quase primordiais. Propriamente tão basicos quanto recursos dos seriados de TV. O sobe e desce das escada da aula de violão poderiam ter tido um tratamento que lhes desse mais utilidade dramática.

as melhores coisas do mundo (idem – dir.: layz bodanzky , 2010) starstarstar

Anúncios

2 Respostas para “as melhores coisas do mundo

  1. Pingback: Os filmes de 2010 vistos ate aqui « no escuro e vendo·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s