o mundo

O mundo não está tão próximo. Essa idéia está concentrada em um parque temático neste gigante filme de Jia Zhang Ke. Os países não são fórmicos. Paris não é  Torre Eiffel, a Indía não é o Taj Mahall. Mas para a visão globalizada o mundo está cada vez menor. É possível se conhecer alguém do outro lado do mundo, mas, sem dúvidas, não suficientemente bem para se conhecer, digamos, daqui do Brasil, um filipino. Apenas alguém que mora nesse país.

As comunicações também dão essa falsa impressão. A internet (símbolo) aproximou? Ou segregou ainda mais os que à ele não tem acesso?

Toda essas informações são contestadas em um filme que foi muito além de qualquer outro em falar sobre a  nossa época, sobre esse começo de século. E se a China é a nação do novo século, e é sempre o entre-vírgulas do cinema do diretor. Insere seu país entres os importantes e notáveis do mundo,  mas que ainda não notou seus habitantes. Melhor dizer país, e não nação, portanto.

De quebra, fotografia que valeria por todo um filme.

O Mundo (shi jie – 2004 dir.: Jia Zhang Ke) starstarstarstarstar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s