rápidas

trovao_tropical

Trovão Tropical , de Ben Stiller, sobrevive de uma série de (ótimas) tiradas a respeito do filme de guerra, também de aventura e ação, e  da cultura pop. Mas não acha que seja um grande momento de roteiro, ou algum ápice de criatividade dessa época. No quesito de paródia, ainda acho Todo Mundo em Pânico, o primeiro, o melhor (não ví Todo Mundo Quase Louco), que ganhou o ótimo Queime Depois de Ler como concorrente esse ano. Só para comentar – não acho que faça diferença, mas -, funcionou com Grindhouse, mas os trailers anteriores ao filme são completamente apáticos a esse, parece uma apresentação mal dirigida e montada dos personagens. (Embora a tirada com o prêmio de Maguire seja ótima).

Na Mira do Chefe é um dos melhores filmes de 2008 sem dúvidas. O roteiro e a direção se sobressaem nas transições criminoso-humano e filme gangster-comédia de humor-negro. Os quatro atores (incluo a coadjuvante  Clémence Poésy) estão soberbos e formam provavelmente um dos melhores elencos do ano passado. Merecia um texto bem melhor, quem sabe em uma revisão para ver se não apaga a animação.

O Escafândro e a Borboleta é muito bonito, embarquei na fotografia inventiva, o que me deu uma certa frustação com seu sumiço um pouco repentino, em uma guinada ao comum que o filme faz no seu meio. O que não o faz perder por completo sua poesia.

A Era do Rádio é um dos melhores Woody Allen. Subestimado pela sombra de Amarcord.

Filmes citados:

1987 – A Era do Rádio (Radio Days , dir.: Woody Allen) *****
2000 – Todo Mundo em Pânico (Scary Movie, dir.: Keenen Ivory Wayans) ****
2007 – O Escafândro e a Borboleta (Le Scaphandre et le Papillon ,  dir.: Julian Schanbel) ***
2008 – Na Mira do Chefe (In Bruges, dir.: Martin McDonagh) ****
2008 – Trovão Tropical (Tropic Thunder , dir.: Ben Stiller) ***
2008 – Queime Depois de Ler (Burn After Reading, dir.: Joel & Ethan Coen) ****

Anúncios

5 Respostas para “rápidas

  1. “O Escafandro e a Borboleta” (além de ser top do ano que passou) confirma minha tese de que Mathieu Almaric é o grande nome a ser conhecido no cinema pela frente (entre atores).

    Depois dá uma passada no meu [novo] blog, ok?

  2. Acho Mathieu Almaric e Philip Seymour Hoffman os dois atores dessa década. Se existe, não me mostraram qualquer atuação destes dois que seja menos que ótima.

  3. Mas 2008 (2007, na verdade)foi o ano!

    Não só pelos Coens, Cronenberg e Cia. O cinema francês arrasou com “Boarding Gate”, “Questão Humana”, “O Escafandro e a Borboleta”, “Um Conto de Natal”… Nada menos que esses três últimos com o Almaric, arrasador. Ano dele!

    Mas eu sempre coloquei o Penn em 1°.

  4. Não, é bom?

    Daria tudo pra ver “Fim de Agosto, Começo de Setembro”. Mas esses filmes do Assayas sabe como é…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s